A teoria do desenvolvimento organizacional – Dicionário de Negócios

A Teoria do Desenvolvimento Organi­zacional surgiu no início dos anos 1960, com autores que deram um desdobramento prático e organizacional às concepções da Escola Behaviorista.

A motivação central para esse tipo de abordagem decorreu das di­ficuldades de operacionalização das concepções das diferentes abordagens existentes até então e dos avan­ços representados pelas teorias de Maslow, McGregor e Herzberg, todas elas relacionadas com a natureza do homem e as motivações para o trabalho.

A realização, no final dos anos 1940, das primeiras pesquisas de la­boratório sobre o comportamento de grupos, o treina­mento em sensitividade e a publicação, em 1964, por Leland Bradford e psicólogos do National Training Laboratory, do livro T Group theory and laboratory methods, constituíram 0s elementos fundacionais des­sa teoria.

 Essa nova abordagem tem como referencial a análise de quatro dimensões básicas da vida no tra­balho: o ambiente, a organização, o grupo e o indivíduo. O exame da interdependência entre elas permitiria propor mudanças para que as empresas pudessem al­cançar seus objetivos com mais eficácia.