Charles Babbage – Dicionário de Negócios

Nasceu na Inglater­ra e é pouco reconhecido por suas contribuições para o pensamento econômico. Seu nome é mais associado à origem do computador (a elaboração da máquina analí­tica de Babbage) do que ao fato de ter tecido  críticas a Adam Smith.

Educou-ae no Trinity College, em Cambridge, e, ainda estudante, iniciou a Sociedade Analítica com Herschel e Peacock, para a reforma da Matemática na Inglaterra. Seu interesse pela matemáti­ca foi a base de suas contribuições para a Economia e a Estatística.

Depois de Cambridge, Babbage transferiu-se para Londres, onde desenvolveu o trabalho durante o resto de sua vida em torno da máquina analítica, talvez a primeira tentativa de fabricar uma máquina de calcular.

Seu livro mais importante é On the Economy of Machinery and Manufactures (Sobre a economia de maquinaria e manufaturas), de 1832.

Uma de suas contribuições mais importantes para a economia é o chamado Princípio de Babbage, que traz uma visão diferente das vantagens da divisão do trabalho enunciadas antes por Adam Smith: “Pela divisão do trabalho a ser realizado nos diferentes processos, cada um exigindo graus diferentes de habili­dade e força, o empregador pode comprar exatamente a quantidade necessária de trabalho para cada etapa.”

Des­sa forma, o empregador poderia economizar com o pa­gamento de força de trabalho, pois, se um mesmo trabalhador realiza tanto o trabalho simples quanto o complexo, o empregador teria de pagá-lo, durante o tem­po em que se dedicasse ao primeiro, pela cotação do se­gundo, que é a mais elevada, pois, caso contrário, não conseguiria esse tipo de trabalhador.